“As mudanças climáticas serão muito mais difíceis que o coronavírus”, adverte Barack Obama

1
Barack Obama. (Sean Gallup/Getty Images)
Anúncio:

O ex-presidente americano Barack Obama usou a rede social para colocar as “mudanças climáticas” no mesmo senso de urgência e gravidade da crise pândemica do coronavírus.

“Todos nós tivemos que nos adaptar para lidar com uma pandemia”, escreveu o ex-presidente democrata no twitter. “As mudanças climáticas forçarão mudanças muito mais duras em nossos filhos.”

Anúncio:

Com o COVID-19 tomando todo o espaço da mídia, os ativistas climáticos estão momentaneamente fora do palanque.

Greta Thunberg, o destaque do movimento verde, disse, na semana passada, em comemoração ao Dia da Terra, que:

“Hoje é o Dia da Terra e isso nos lembra que o clima e a emergência ambiental ainda estão em andamento e precisamos enfrentar a pandemia de coronavírus… ao mesmo tempo em que enfrentamos a emergência climática e ambiental, porque precisamos enfrentar duas crises ao mesmo tempo.”

Ao contrário de Obama, o atual presidente ignora o movimento das “mudanças climáticas” sistematicamente, o que tem lhe rendido acusações de “negacionista” ou “anticiência”.