Michael Moore culpa o “homem branco” pela ascensão de Donald Trump

2
Michael Moore. (Photo/Matt Rourke)
Anúncio:

O diretor de Fahrenheit e ativista de extrema-esquerda usou seu podcast, nesta semana, para atacar homens brancos e conservadores, responsáveis, segundo Moore, pelo surgimento de Donald Trump.

“Homens – especialmente os brancos, têm uma grande responsabilidade de reparar a era Trump”, pontuou o diretor. “Essas reparações vão acontecer. As pessoas verão o erro de seus caminhos.”

Anúncio:

Para as eleições presidenciais deste ano, Moore fez campanha ao candidato de extrema-esquerda Bernie Sanders, que saiu da corrida na última quarta.

“A campanha presidencial de Bernie Sanders chegou ao fim. Convido você a ouvir meu podcast RUMBLE hoje e mostrar o futuro que Bernie criou para nós, graças ao movimento que ele iniciou. Ninguém está interessado em voltar ao normal”, escreveu Moore em sua rede social.

O diretor ainda ameaçou alguns membros da Suprema Corte dos EUA com remoção, se decidirem mudar a jusrisprudência do caso Roe vs. Wade, em 1973, que permitiu a prática abortiva em nível federal. “Vai levar anos para tirar algumas dessas pessoas da Suprema Corte. Alguns precisam ser impugnados”, disse Moore.

A ameaça, sem personificar nenhum nome específico, tem o claro alvo representado pelos juízes Neil Gorsuch e Brett Kavanaugh, ambos indicados pelo presidente Donald Trump e que não interpretam a constituição de “forma progressista”, como esquerdistas gostariam que fosse.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.