Revista de adolescentes “Teen Vogue” encoraja conteúdos pornográficos durante quarentena

0
YASUYOSHI CHIBA/AFP/Getty Images
Anúncio:

A organização National Center on Sexual Exploitation, sediada em Washington (DC), acusou a rede social Snapchat e a revista Teen Vogue de incitar crianças e adolescentes a trocarem conteúdo sexual durante a quarentena, no período da pandemia de coronavírus.

A informação foi apurada pelo Daily Caller, que destacou:

Anúncio:

“O centro, que combate o abuso sexual infantil, a prostituição, o tráfico sexual e os danos à saúde pública da pornografia, pediu à Teen Vogue na quarta-feira que pare de incentivar os adolescentes a ‘criar material de abuso sexual infantil (pornografia infantil) por ‘sexting’ durante quarentena.”

A palavra sexting (junção do prefixo “sex” a “texting”) refere-se a qualquer troca de conteúdo erótico por meio eletrônico.

Abaixo, algumas mensagens que a Teen Vogue tem promovido:

 

“Como praticar “sext”: as melhores dicas e truques”

“Como qualquer coisa que valha a pena fazer, ‘sexting’ requer prática. Aqui estão sete coisas que você talvez não soubesse sobre sexting.”

“Sexting deveria fazer você se sentir bem. Enviar a alguém detalhes sobre o que você deseja fazer com ele e pegar ainda mais detalhes sobre o que ele quer fazer com você deve ser divertido, fácil e, finalmente, alegre. Qualquer coisa menos do que isso não vale o seu tempo.” (Todas as imagens são cortesias de National Center on Sexual Exploitation).

Dawn Hawkins, vice-presidente do National Center on Sexual Exploitation, afirmou que “Snapchat e Teen Vogue estão jogando direto nas mãos de predadores sexuais. Com o provável aumento de jovens telespectadores no Snapchat devido à quarentena, é socialmente irresponsável que o Snapchat Discover incentive os menores a produzir pornografia (ou seja, materiais de abuso sexual infantil), aumentando assim sua vulnerabilidade a predadores sexuais.”

Snapchat e Teen Vogue não responderam os pedidos de explicações sobre os conteúdos publicados acima.

Donna Rice Hughes, presidente e CEO da organização Enough is Enough, uma organização dedicada a tornar a internet mais segura para as crianças, disse que “a Teen Vogue é impulsionada por uma agenda clara para sexualizar e explorar as mentes de seus jovens adolescentes durante o que deveria ser um período protegido de inocência.”

 

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.