Emendas parlamentares serão usadas em combate a coronavírus, diz Bolsonaro

Presidente elencou a produção de alimentos como primordial em conversa com empresários.

0
(São Paulo - SP, 11/06/2019) Presidente da República, Jair Bolsonaro durante Encontro com Lideranças Empresariais e Cerimônia de Entrega da "Ordem do Mérito Industrial São Paulo" .rFoto: Alan Santos/PR
Anúncio:

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, em conferência realizada com empresários na tarde da última sexta-feira (20), que a “nossa economia não pode parar” e acrescentou que a produção de alimentos como primordial para que o país enfrente a pandemia do vírus chinês.
Jair Bolsonaro revelou que as emendas parlamentares, que somam 8 bilhões de reais, serão destinadas ao combate da pandemia.

“Em comum acordo, os parlamentares abriram mão de 8 bilhões de reais de emendas individuais e de bancadas, recurso esse que vai diretamente ao Ministério da Saúde“, disse ele.

Anúncio:

Em tom de alerta, o presidente lembra que um possível aumento nas taxas de desemprego pode ser mais nocivo do que o vírus em si: “Se crescer muito [o número de desempregados], pode ser muito pior”, afirmou.

Entre os presentes, estavam representantes de diversos setores, como o presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, o presidente da Riachuelo, Flávio Rocha; o dono da construtora Cyrela, Elie Horn; CEO da BRF, Lorival Luz; Jean Jereissati, da Ambev e Rubens Ometto, da Cosan.

 

*Com informações da Veja.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.

 

Deixe um comentário

avatar
8000
  Notifique-me  
Notificar de