Indústria americana do aborto comemora o “Feliz Dia do Fornecedor de Aborto!”

2
Michael Thomas/Getty Images
Anúncio:

Na última terça-feira (10), a indústria americana do aborto celebrou o Dia de Apreciação do Fornecedor de Aborto!, em homenagem aos prestadores de serviços médicos que terminam a gravidez nos Estados Unidos, noticiou o Breitbart.

A organização Abortion Care Network escreveu sobre as inspirações que resultaram neste dia de comemoração:

Anúncio:

“Em 10 de março de 1993, o Dr. David Gunn foi assassinado por um extremista anti-aborto e supremacista branco. Como uma maneira de honrar a vida e o trabalho do Dr. Gunn e de todas as pessoas corajosas e compassivas que prestam assistência ao aborto, o dia 10 de março se tornou o Dia Nacional de Apreciação dos Provedores de Aborto (a partir de 1996).

 Em 2017, a Abortion Care Network lançou nossa campanha #CelebrateAbortionProviders, que se tornou uma tradição anual de comemorar e apreciar prestadores de cuidados de aborto por meio de notas de amor, arte, atos de gentileza e apoio, mensagens de afirmação, uma gigantesca tempestade de tweets no festival do amor e muito mais . Convidamos você a se juntar a nós, demonstrando gratidão e apoio aos provedores de assistência ao aborto em todos os lugares.”

A mais famosa clínica abortista nos EUA, Planned Parenthood, soltou uma nota dizendo que “agradece aos provedores de aborto e às equipes que trabalham todos os dias para manter os pacientes saudáveis e garantir que eles tenham acesso a toda a gama de opções de cuidados de saúde reprodutiva, incluindo aborto seguro e legal.”

Kaitlyn Wojtowicz, Vice-Presidente de Assuntos Públicos do Fundo da Planned Parenthood de Nova Jersey, disse que:

“Os provedores de aborto são pessoas apaixonadas, preocupadas e qualificadas que acreditam na saúde, no bem-estar e na dignidade de todos os pacientes. Os provedores Planned Parenthood estão aqui, protegendo a vida e a saúde de milhões de pessoas e suas famílias – e estarão aqui para a próxima geração e a geração seguinte”, continuou ela, acrescentando que os provedores de aborto enfrentam “ataques contínuos ao seu trabalho e seus pacientes.”

Confira algumas pessoas e instituições que comemoraram o dia:

“Feliz Dia da Apreciação do Provedor de Aborto a todos aqueles que permitem que as mulheres controlem seus próprios destinos! Vocês são todos super-heróis da vida real.”

“Provedores de aborto estão na linha de frente, defendendo a liberdade reprodutiva. Precisamos apoiar os médicos, enfermeiros e profissionais que cuidam tão compassivamente de seus pacientes.”

“O Dia Nacional de Apreciação dos Provedores de Aborto foi iniciado em memória do Dr. David Gunn, o primeiro provedor de aborto morto nos EUA, em 10 de março de 1993. Lembramos do Dr. Gunn hoje e dos #CelebrateAbortionProviders que trabalham todos os dias para cuidar de pacientes com compaixão.”

“Somos gratos a provedores de aborto como Sunny Soroosh por seu compromisso em ajudar as pessoas a priorizar suas necessidades de cuidados de saúde e determinar o futuro que desejam.”

A legalização do aborto, em nível federal, veio depois da decisão da Suprema Corte no caso Roe vs. Wade, em 1973. Desde a eleição, o presidente Trump teve a rara oportunidade de indicar dois juízes para a Suprema Corte, o que tem causado a fúria dos progressistas e ativistas pró-aborto, pois aumenta-se a possibilidade de formação de maioria no tribunal para modificar a jurisprudência do caso Roe vs. Wade. Ao contrário da tendência de presidentes democratas, que apontam juízes com característica de ativismo judicial e favoráveis a diversas agendas progressistas, o juízes indicados por Trump (Neil Gorsuch e Brett Kavanaugh) se atém ao sentido estrito da constituição americana, na época em que foi escrita, não se dobrando a agendas políticas de transformação social via poder judiciário.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.

 

2
Deixe um comentário

avatar
8000
2 Tópicos de comentários
0 Respostas em tópicos
2 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário mais polêmico
2 Autores dos comentários
RodneyGilmar Souza Autores de comentários recentes
  Notifique-me  
newest oldest most voted
Notificar de
Gilmar Souza
Visitante
Gilmar Souza

Deveriam fazer uma lei em que a mãe que vai abortar deve ser morta junto com o feto.

Rodney
Visitante
Rodney

Macabro!