Atriz americana Busy Philipps afirma que seu sucesso atual é graças a um aborto feito aos 15 anos

4
Eric Kayne/Center for Reproductive Rights
Anúncio:

Participando de um evento pró-aborto em Washington, DC, a atriz e apresentadora Busy Philipps atribuiu o sucesso alcançado na vida a um aborto que tivera quando era adolescente.

“O comício, realizado perto do prédio da Suprema Corte dos EUA, atraiu várias personalidades de Hollywood”, informou o Breitbart.

Anúncio:

A congressista Ayanna Pressley, do Partido Democrata, disse que “como presidente da comissão dos Direitos ao Aborto e Força-Tarefa ao Acesso, ao lado dessa nova maioria pró-escolha no Congresso, não estamos dizendo mais nada – direitos ao aborto são direitos humanos. Atendimento ao aborto é atendimento de saúde. Ponto. Justiça reprodutiva é justiça econômica e justiça reprodutiva é justiça racial. ”

Na Câmara dos Representantes (equivalente a nossa Câmara dos Deputados), os democratas formam maioria, daí a menção à “maioria pró-escolha” na fala de Pressley.

A seu turno, a atriz Busy Philipps disse que nunca irá parar de falar sobre seu aborto e como ele ajudou-lhe a avançar na carreira. Aos gritos para a multidão, Philipps disse que “eu tive autonomia corporal aos 15 anos. Não vou ter vergonha de ficar quieta!”

O lugar do evento – perto da Suprema Corte – tem uma mensagem clara. Desde quando tomou posse, o presidente americano Donald Trump teve a raríssima oportunidade de apontar dois juízes naquela corte. Como Trump (Partido Republicano) tem viés conservador, foi natural que os dois juízes escolhidos (Gorsuch e Kavanaugh) tivessem a mesma orientação. A fúria dos progressistas nasce, pois, da possibilidade real da Suprema Corte rever a jurisprudência e passar a restringir a prática do aborto.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.