Donald Trump: “O socialismo destrói nações, mas lembre-se sempre, a liberdade unifica a alma”

1
Patrick Semansky
Anúncio:

Ontem (4) o presidente americano Donald Trump proferiu o tradicional discurso do Estado da Nação, um grande evento anual no Congresso, onde delineiam-se as políticas que a atual administração tem tomado. É, em suma, uma prestação de contas. Com os ânimos da política americana cada vez mais acirrados e divididos, o Estado da Nação tornou-se campo de grande polarização e atenção.

Entre os convidados na tribuna, estava Juan Guaidó, reconhecido como o presidente legítimo da Venezuela por diversos líderes ocidentais, que apontam Nicolás Maduro como o ditador responsável pela catástrofe econômica da nação.

Anúncio:
Patrick Semansky

Trump deu uma mensagem clara a Maduro:

Os Estados Unidos lideram uma coalizão diplomática de 59 nações contra o ditador socialista da Venezuela, Nicolás Maduro. Maduro é um governante ilegítimo, um tirano que brutaliza seu povo.

Mas o domínio da tirania de Maduro será esmagado e quebrado. Aqui esta noite está um homem que carrega consigo as esperanças, sonhos e aspirações de todos os venezuelanos. Juntando-se a nós na galeria está o verdadeiro e legítimo Presidente da Venezuela, Juan Guaidó. Sr. Presidente, por favor, leve esta mensagem de volta para sua terra natal. Todos os americanos estão unidos ao povo venezuelano em sua justa luta pela liberdade. O socialismo destrói nações. Mas lembre-se sempre, a liberdade unifica a alma.