Programas de assistência social recebem investimento de R$ 2,4 bilhões em 2019

Ações prevêem combate a vulnerabilidade social da população mais carente.

0
Foto: Rafael Zart. Reprodução: desenvolvimentosocial.gov.br
Anúncio:

Em 2019, o Ministério da Cidadania repassou R$2,4 bilhões para a execução de Serviços da Assistência Social em todo o Brasil. Desse montante, R$ 1,8 bilhão foi investido em serviços da Proteção Social Básica, que reúne serviços, programas, projetos e benefícios para prevenir e combater situações de vulnerabilidade e risco social, buscando a inserção de famílias e indivíduos na rede socioassistencial e em outras políticas setoriais.

O restante do valor, cerca de R$ 624,7 milhões, foi destinado a serviços de Proteção Social Especial, que têm o objetivo de contribuir para a reconstrução de vínculos familiares e comunitários, para o fortalecimento de potencialidades e para o enfrentamento das situações de risco pessoal e social, provocadas por violação de direitos. A pasta também garantiu recursos para as áreas de gestão e para programas da Assistência Social. O valor total foi de R$ 74,4 milhões no ano de 2019.

Anúncio:

É por meio destas políticas que fazemos o atendimento a quem mais precisa. Recebem as pessoas vulneráveis, fazem o Cadastro Único, cadastro para Bolsa Família, assistência social imediata de todas aquelas pessoas que estejam vulneráveis. É fundamental, e por isso que nós, nesse fechamento de 2019, fizemos um esforço enorme de acertar o nosso orçamento para que a gente pudesse colocar à disposição dessa rede mais R$ 1,8 bilhão, que foram fundamentais”, reforçou o secretário nacional do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra.

*Com informações do Governo do Brasil