Marcha pela Vida dos EUA: lição e inspiração para o Brasil (veja as 20 melhores fotos)

2
Anúncio:

Milhares de pessoas estiveram nas ruas de Washington D.C. para participar da Marcha pela Vida, evento que teve, pela primeira vez, a presença do presidente americano Donald Trump. No ano de 2019 estava presente o vice-presidente americano, Mike Pence, e Trump havia enviado uma mensagem em vídeo, transmitida pelo telão.

Neste ano Donald Trump, reafirmou o que havia sido dito por Mike Pence em 2019:

Anúncio:

“Trump é o presidente mais pró-vida da história do país”.

Trump disse, agora em 2020:

“Os nascituros nunca tiveram um defensor mais forte na Casa Branca”.

O evento mobilizou pessoas de todos os cantos do país e também de outros países. A Marcha pela Vida nos Estados Unidos começou após a aprovação do aborto em âmbito nacional, ocorrida em 1973, por decisão da Suprema Corte, e vem ganhando força a cada ano.

Lição e inspiração para o Brasil

O movimento pró-vida dos EUA dá exemplo de organização, mas o trabalho é realizado todos os dias do ano, por inúmeras iniciativas, para que se consiga chegar em janeiro e ter uma manifestação como essa. Por outro lado, os EUA só fizeram isso após terem perdido a batalha mais decisiva, que foi a liberação do aborto, no início da década de 1970. Uma vez legalizado o aborto, todos os mais esforços são para tentar retroceder a agenda abortista e reduzir os ataques diários que culminam com perda de vida humanas. Os EUA podem ser uma excelente inspiração para o movimento pró-vida no Brasil. O Brasil deve ainda aprender rapidamente a lição de que é necessário dedicar os melhores esforços agora, pois após legalizado o aborto, será mais difícil.

No evento, pedia-se que o governo reverta a decisão Roe vs Wade, que legalizou o aborto baseado em uma mentira. A manifestação era notavelmente lotada de jovens, adolescentes e famílias.

Entre as frases estampadas em cartazes nas mãos de jovens, mulheres e famílias, estavam:

“Homens foram criados para proteger e lutar pelas mulheres e crianças” Lila Rose.

“O seu coração está batendo desde que você tinha 21 dias de vida”

“Gravidas precisam de ajuda”

“Escolha a vida”

“Holocausto de bebês”

“Aborto, caminho rápido e fácil para… o homem”

“Pelas duas vidas”

“Não é o nascimento que me transforma em uma pessoa”

“Direitos iguais para todas as mulheres, nascidas e não-nascidas”

“Eu me arrependo de meu aborto”

“Sem o direito à vida, o termo direitos humanos não significa nada”

 

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.