Abstinência sexual: a velha depravada da esquerda e os conservadores de Twitter

0
Imagem: coleção U.S. News & World Report da Biblioteca do Congresso dos EUA. Passeata feminista em Washington, D.C., em 1970. Tema: Revolução sexual.
Anúncio:

Enquanto um debate acalorado sobre sexualidade ocorre na mídia, muitos conservadores sequer participam do debate restringindo-se a trabalhar no Twitter em prol do governo Bolsonaro, em temas como juiz de garantias, que durou pouco, fofocas em geral e nas pautas preferidas por liberais, com todas as suas "questões administrativas" e "reformas do aparato burocrático estatal". Porém, a esquerda sabe a importância da pauta do "libido dominandi" e, por conta disso, já publicou uma avalanche de críticas em menos de um mês, sobre a proposta de Damares Alves, sobre o incentivo do atraso do início da vida sexual para adolescentes.

A maior parte dos conservadores sabe (ou deveria saber) a importância da revolução sexual para o crescimento de todas as ideologias que hoje dominam universidades, redações de jornais e o ambiente político. O debate estimulado por Damares Alves é talvez a maior oport...

Anúncio:

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: