Fato sobre Glenn escondido pela mídia: apoio ao neonazismo

2
Anúncio:

Gleen Greenwald, jornalista recém denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) parece ter caído nas graças de seus colegas de profissão, que o defendem daquilo que chamam “cerceamento de liberdade de expressão”, como se a classe fosse imune à crimes contra a privacidade de procuradores, ministros e até mesmo do Presidente da República.

Mas há algo além das recentes denúncias de “roubo de informações de dispositivos imóveis” ou de “lavagem de dinheiro”, a fama de Glenn tomou corpo há 20 anos, aproximadamente, quando defendeu, com unhas e dentes, e sem cobrar nada, uma seita neonazista, a World Church of the Creator.

Anúncio:

A seita, hoje reconhecida como ‘creativity movement’, sofreu inúmeros processos por promover ódio contra judeus, africanos, cristãos, e outros grupos étnicos. Mas os crimes mais graves envolveram assassinatos de judeus e negros.

Assista ao mini-documentário ‘Glenn & Hale’, que demonstra como foi a defesa que Glenn Greenwald ofereceu ao fundador da seita propagadora do ódio nós EUA:

curta nossa página no Facebook e no Twitter. Mantenha-se bem informado.