Em Illinois (EUA), mãe transgênero pôde ser registrada como pai na certidão de nascimento

2
Chicago Tribune
Anúncio:

Conforme Christian Headlines apurou, “uma mulher biológica que se identificou como homem e deu à luz em dezembro passado será listada como o pai na certidão de nascimento do filho, de acordo com uma decisão importante do estado de Illinois.”

Myles Brady Davis, que deu a luz à criança, disse ao Chicago Tribune que se sentiu aliviada com a decisão do Departamento de Saúde Pública de Illinois, que atendeu seu requerimento para ser registrada como o “pai” de seu filho.

Anúncio:

“Eu passei por dois anos de (fertilização in vitro) e nove meses de uma gravidez muito difícil, para ser meu gênero mal interpretado no final. Isso realmente estava partindo meu coração”, esclareceu Brady Davis.

O cônjuge de Myles Brady Davis, de sexo masculino, também resolveu inverter a posição e hoje se considera a “esposa” da relação, figurando inclusive como mãe na certidão de nascimento.

Sobre a experiência de ser mãe (ou pai?), Myles disse que “literalmente estou flutuando nas nuvens. Não consigo parar de segurar meu bebê. Não consigo parar de encará-la. É uma sensação tão boa.”