Para conter as “mudanças climáticas”, Alemanha prepara o fechamento de usinas de carvão em todo o país

1
Vattenfall
Anúncio:

Ontem (15), representantes de diversas usinas de carvão da Alemanha se reuniram em Berlim para discutir, junto à chanceler Angela Merkel, o cessamento de suas atividades e a forma de compensação pelo impacto de tal medida, que causará dezenas de desempregados.

As usinas não serão fechadas de imediato, e essas negociações preliminares servem mais como um cronograma a ser implementado gradualmente.

Anúncio:

A ministra do meio ambiente, Svenja Schulze, disse que “oito unidades ‘muito velhas e sujas’ de usinas devem sair da rede rapidamente, a primeira até o final do ano. A eliminação progressiva do carvão começa imediatamente, é vinculada.”

O plano é que a Alemanha abandone usinas de carvão e outras formas de energia prejudiciais ao clima até 2038.

Há ainda a previsão de que as carvoarias recebam aproximadamente 40 milhões de euros para subsidiar a abertura de outros negócios ou indenizar as perdas que acontecerão.

Armin Laschet, do partido CDU e mandatário de uma das áreas que será afetada pela nova política sustentável, disse que “este é um avanço importante para a proteção do clima.”

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.

 

1
Deixe um comentário

avatar
8000
1 Tópicos de comentários
0 Respostas em tópicos
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário mais polêmico
1 Autores dos comentários
Rafael Nascimento Autores de comentários recentes
  Notifique-me  
Notificar de
Rafael Nascimento
Visitante
Rafael Nascimento

Muito inteleigente. A Alemanhã já era fortemente dependente do gás russo, agora então. Se o Putin desligar a chave, metade da Alemanha fica sem energia.