Auditoria liga Toffoli à seguradora do DPVAT

Outros ministros também estariam envolvidos

4
Foto: Nelson Jr./SCO/STF.
Anúncio:

Uma auditoria feita nas contas da seguradora Líder, administradora oficial do DPVAT (seguro obrigatório dos veículos automotores), revelou práticas obscuras da empresa que podem estar relacionados a um envolvimento da Líder com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli e outros ministros da Corte.

Siga Estudos Nacionais no Twitter e no Facebook 
Leia Também: Reino Unido aprova saída da União Europeia para 31 de Janeiro

Segundo o jornal Folha de SP, em matéria publicada neste domingo, dia 12, o relatório realizado na seguradora Líder se refere às contas de 2008 a 2017 da empresa de seguro. Este relatório foi realizado a pedido da própria Líder, informa o jornal.

Anúncio:

A auditoria questiona conexões entre a seguradora Líder e pessoas ligadas a autoridades. Uma das conexões mostra a proximidade do advogado Mauro Hauschild (que atuou como assessor de Dias Toffoli) à seguradora Líder.

Segundo a reportagem, a relação de Hauschild com Toffoli já existia antes de o ministro assumir o cargo no STF, em 2009. O ministro nega as acusações.

Durante os anos de 2012 a 2016, a Líder pagou a Hauschild um montante de R$ 3 milhões. Neste período, o advogado já não possuía vínculo empregatício com Toffoli.

Siga Estudos Nacionais no Twitter e no Facebook 

Leia Também: Reino Unido aprova saída da União Europeia para 31 de Janeiro

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.