Globalistas abrem edital “Resistência” contra governo Bolsonaro e conservadores

2
Anúncio:

Por meio do Fundo Brasil de Direitos Humanos, as fundações internacionais, Open Society a Fundação Oak, anunciaram abertura de um edital intitulado “Resistência” para apoiar pequenos projetos de combate “à violência institucional”, diante do momento atual que vive o Brasil. O Fundo Brasil vai doar 800 mil reais a organizações, grupos e coletivos para defensa dos direitos humanos em todo o Brasil. O edital receberá inscrições até 28/02/2020.

Entre as áreas prioritárias do investimento estão:

Anúncio:
  • defesa dos direitos das mulheres, com “especial atenção às mulheres negras, indígenas e de populações tradicionais”, sob justificativa “da escalada do pensamento conservador nas diversas esferas da sociedade e instâncias de poder dificulta a histórica luta pela igualdade de gênero“.
  • direito à terra e ao território, com foco em povos indígenas, quilombolas e outros grupos minoritários;
  • enfrentamento de diversos tipos de violência, inclusive a violência do Estado, em relação às populações negras, indígenas, tradicionais e LGBTQI+
  • direitos de refugiados, e
  • “fortalecimento institucional de organizações de defesa dos direitos humanos” que “visem realizar trabalhos de enfrentamento ao desmonte de programas e políticas públicas nas áreas de educação, saúde (inclusive na sua interface com o enfrentamento à atual política de drogas) e trabalho, cujos retrocessos podem aprofundar ainda mais a histórica desigualdade social no Brasil” (grifos nossos).

De onde vem o dinheiro?

O Fundo Brasil foi fundado em 2003, graças ao aporte de 3 milhões de dólares da Fundação Ford. De lá para cá, foram inúmeros aportes de milhares e até milhões de dólares, de Fundações Internacionais. Dados do site da Fundação Ford, entre 2014 e 2017, mostram doações no total de 3,6 milhões dólares para o Fundo Brasil. Dados da Fundação Oak mostram mais 1,19 milhão em 2013 e mais 2,48 milhões de dólares em 2016. Já a Open Society, do magnata George Soros, doou em 2016 o valor de 50 mil dólares. Ao todo, são mais de 7,37 milhões de dólares doados ao Fundo Brasil de Direitos Humanos por fundações globalistas (Ford, Oak e Open Society), apenas analisando o perído entre 2013 e 2018. O Fundo Brasil de Direitos Humanos têm dezenas ou centenas de projetos similares ao Coletivo que foi autor dessa ação. Algum veículo progressita checagem de fatos pode tentar dizer, levianamente, que o edital Resistência não foi financiado por fundações, mas quem sustenta o Fundo Brasil, inegavelmente, são essas fundações internacionais.

‘Coletivo’ que impediu recolhimento de apostilas por Dória tem apoio de Soros, Fundação Ford e Oak


 

Link das doações da Open Society: https://www.opensocietyfoundations.org/grants/past?filter_keyword=fundo+Brasil&grant_id=OR2016-31649

Link das doações da Fundação Ford: https://www.fordfoundation.org/work/our-grants/grants-database/grants-all?originatingoffices=%26RegionIds%3D2&p ge=0&minyear=2013&maxyear=2018&search=%26SearchText%3DFBDH#top

Link das doações da Oak Foundation. O Fundo Brasil de Direitos Humanos está identificado como Brazil Fund for Human Rights na planilha da Fundação: https://www.estudosnacionais.com/wp-content/uploads/2020/01/oak-foundation-all-current-grants_latest-update-18.03.2019.pdf

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.

 

2
Deixe um comentário

avatar
8000
2 Tópicos de comentários
0 Respostas em tópicos
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário mais polêmico
2 Autores dos comentários
Cláudio SalumBruno Autores de comentários recentes
  Notifique-me  
newest oldest most voted
Notificar de
Bruno
Visitante
Bruno

Esse povinho do centrão ideológico tem que ir pastar.

Cláudio Salum
Visitante
Cláudio Salum

Esse fundo deveria se chamar Fundo dos Traidores do Brasil.