Lula perde ação contra dono da Havan

0
Imagem: Agência Brasil
Anúncio:

O juiz Fernando Machado Carboni negou um pedido de liminar de Lula, para proibir Luciano Hang, dono da Havan, de patrocinar aviões que sobrevoariam o litoral de Santa Catarina durante o verão com frases, como “Lula cachaceiro, devolve o meu dinheiro”. Segundo o NSC, o magistrado usou uma decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que considera publicações jornalísticas com caráter crítico ou irônico, dirigidas a figuras públicas, não podem sofrer responsabilização judicial. Porém, o juiz afirma que caso seja comprovado algum excesso, poderá resultar em reparação por dano moral ao ex-presidente. Lula entrou na Justiça contra Luciano Hang por calúnia e difamação.” Informou a Gazeta do Povo.

O ex-presidente Lula havia entrado na justiça contra o dono das lojas Havan, Luciano Hang, por calúnia e difamação. pedia a reparação de dano moral causada numa postagem no Twitter no dia 1° de dezembro, em que Hang sugere o patrocínio de aviões que sobrevoariam o litoral de Santa Catarina durante o verão com “mensagens patrióticas”. Entre as frases, dizeres como “Lula cachaceiro, devolve o meu dinheiro” e “Lula na cadeia, eu com o pé na areia”

Anúncio:

Siga Estudos Nacionais no Twitter e no Facebook 

Leia Também: Bolsonaro veta diretriz que submetia Brasil à Agenda 2030 da ONU