Greta: “Trump e Bolsonaro estão aterrorizados com jovens fazendo mudanças”

4
Spencer Platt/Getty Images
Anúncio:

Numa entrevista concedida à rede britânica BBC ontem (29), Greta Thunberg, a garota sueca que é o novo símbolo da causa ambiental, respondeu ao presidente Jair Bolsonaro, que algumas semanas atrás a chamou de “pirralha”.

“Esses ataques são engraçados. Obviamente, eles não significam nada. Ou melhor, eu acho que significam alguma coisa. Isso significa que eles têm pavor de jovens trazendo as mudanças que eles não querem. Mas isso é apenas uma prova de que estamos realmente fazendo algo e que eles nos vêem como algum tipo de ameaça”, disse Greta.

Anúncio:

A ativista também foi perguntada o que ela diria ao presidente americano Donald Trump – outro político que não se ajoelha para a causa ambiental – caso tivesse oportunidade de encontra-lo. Greta Thunberg acrescentou que “honestamente, acho que não teria dito nada, porque ele obviamente não está ouvindo cientistas e especialistas, por que ele me ouviria então? Assim, eu provavelmente não teria dito nada, não teria perdido meu tempo.”

Perguntada ainda se considera que Donald Trump a vê como uma ameaça, Greta arrematou: “não sei, mas é possível. Não eu pessoalmente, é claro… mas faço parte de um grande movimento que eles provavelmente veem como uma ameaça.”

Greta Thunberg é famosa também por organizar “strikes” (greves) escolares para chamar atenção das pessoas ao movimento climático. Estas greves ficaram conhecidas como “Fridays For Future” e já contam com milhares de ativistas, especialmente na Alemanha, onde diversas intervenções estatais estão sendo tomadas na economia, como aumento de impostos nas passagens de trens e subsídios a veículos elétricos.