Na CPMI, Santos Cruz defende busca a perfis e “adaptação” das redes sociais

2
Reprodução
Anúncio:

Em sua fala na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, o general e ex-ministro Carlos Alberto Santos Cruz, recomendou ação tecnológica para rastrear "perfis falsos" ou pseudônimos nas redes sociais através de empresas especializadas para, no dizer de deputados membros, "desbaratar um diretório de operações estruturadas", popularmente chamado de "gabinete do ódio", que estaria criando ações de "destruição de reputações" por meio de xingamentos e "memes", apelidos e "agressões verbais" pela Internet.

O general disse que as redes sociais "chegaram antes que as pessoas estivessem preparadas" e defende que "precisa de adaptação". "Certas pessoas se esquecem da ética", disse o general, que não soube como distinguir a sua sugestão de "adaptação" de mecanismos de censura que já defendeu enquanto estava no governo, motivo de sua grande impopularidade à época.

Anúncio:

A ação te...

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: