Rodrigo Constantino e seus inimigos: as “tias do zap”

12
Reprodução
Anúncio:

Em sua coluna no jornal Gazeta do Povo, o economista liberal Rodrigo Constantino criticou os idosos que foram às manifestações pelo Impeachment do ministro do STF, Gilmar Mendes, no último domingo (17). Assim como Jean Wyllys, Constantino vê ameaças à democracia e à ordem pública em idosos que saem às ruas contra a corrupção. O artigo recebeu duras críticas nas redes sociais.

No artigo, intitulado As "tias do zap" e a "revolução" da terceira idade", o colunista que sempre faz questão de enfatizar heróis do Iluminismo e da Revolução Francesa, dá uma lição de moral em idosos que, devido o muito tempo livre, teriam se tornado "rebeldes sem causa". Constantino pede a eles mais prudência.

Anúncio:

Constantino é fã de Voltaire, mas também de Karl Popper, cujo principal e mais influente livro, A sociedade aberta e seus inimigos, fez a cabeça de globalistas como o bilionário George Soros, doador a movi...

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: