“O povo precisa ir ás ruas”, diz deputada Bia Kicis

1
Anúncio:

Se você acha que o ápice dessa quinta-feira foram os tapas do jornalista Augusto Nunes no Glenn Greenwald, errou. Por 06 votos a 05, o Supremo Tribunal Federal mudou a posição e revogou a prisão após condenação em segunda instância. Toffoli, responsável pelo chamado voto de minerva (voto do desempate), votou com Marco Aurélio e decepcionou toda a nação.

Com a decisão, réus condenados só poderão ser presos após recorrerem a todos os recursos disponíveis. Isto é, muito sequer serão presos porque seus crimes serão prescritos. Caso o réu tenha mais de 70 anos, a prescrição cai pela metade. Ou seja, caso o crime cometido por este tem a prescrição de 10 anos, para o maior de 70 anos, serão 05 anos.

Anúncio:

Em entrevista com a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), ela se comprometeu a pressionar a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) para que possa reverter a decisão do STF.

...

Conteúdo

Clique aqui e desfrute cursos, artigos e estudos exclusivos.
Apoie veículos independentes.


Se você já é assinante faça seu login abaixo: