Procurador da Lava Jato: decisão do STF assemelha-se a “Mãos Limpas” da Itália

0
pixabay

Após o julgamento do STF que decidiu pela inconstitucionalidade da prisão em segunda instância, o procurador da república, Roberson Pozzobon, integrante da força-tarefa Lava Jato do MPF (Ministério Público Federal), declarou que a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) é semelhante ao decreto que libertou presos pela Operação Mãos Limpas na Itália em 1994, indulto conhecido como “salva ladri” (salva ladrões), o famoso caso do decreto Biondi.

O indulto “salva ladri” liberou da prisão muitos condenados na Operação Mãos Limpas. O processo investigativo italiano havia descoberto uma grande rede de corrupção durante a década de 1990. Em suas redes sociais, Pozzobon compara o escândalo promovido pelo STF ao decreto Biondi:

“ITÁLIA, 13 de julho de 1994: foi editado o decreto Biondi, que resultou na soltura de todos os investigados da Operação Mãos Limpas que estavam detidos preventivamente. Ele ficou conhecido como decreto “salva ladri” (salva ladrões)”.

O procurador ainda questiona

 “O #STF decidiu por 6 x 5 proibir a prisão por condenação em segunda instância. Já chovem HC’s de condenados em todo Brasil, inclusive na #LavaJato, postulando aplicação do precedente do Supremo e soltura imediata. Como o dia ficará conhecido?”

Em Curitiba, centenas de apoiadores de Lula engrossaram a vigília em frente a superintendência da polícia federal, enquanto os advogados do petista pressionam a juíza Carolina Lebbos, para que julgue o pedido pela soltura imediata de Lula.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of