Protestos contra Globo e seus patrocinadores espalham-se pelo país

13
Foto: reprodução.
Anúncio:

Após a matéria falsa que buscava envolver o nome do presidente Jair Bolsonaro ao assassinato da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco (PSOL), e do motorista Anderson Pedro Gomes, as redes sociais foram inundadas por manifestações em apoio ao presidente e repúdio à Rede Globo. Entre os que puxaram o coro, o filósofo Olavo de Carvalho convocou seus leitores a boicotar a rede globo de comunicações e também todos os patrocinadores da emissora:

“A partir de hoje, convoco os meus leitores e amigos a boicotar não somente as organizações GROBO, mas todos os seus anunciantes.”

Anúncio:

 

As manifestações contra a rede globo não ficaram apenas nas redes sociais. Centenas de pessoas concentraram-se em frente a emissora para protestar.

Imagem/youtube

Entre as muitas exposições de autoridades e influenciadores, chamou a atenção uma postagem do deputado Luiz Philippe, Príncipe de Orleans e Bragança, em que ele mostra alguns pontos do Código Brasileiro de Telecomunicações, claramente ignorado pela globo.

 

O presidente Jair Bolsonaro manifestou-se sobre o caso, novamente confirmando a intenção da milícia jornalística que tenta incriminá-lo. Ele também minimizou a culpa do porteiro, e cobrou investigação aos verdadeiros culpados

– *O caso Marielle, a TV Globo e as autoridades em um plano para incriminar o Presidente e desastabilizar o Brasil*

– Com áudios da portaria nas mãos, os responsáveis pela investigação não poderiam citar o então Deputado Jair Bolsonaro como possível mandante do crime.

– O porteiro é aquele que menos tem culpa nesse novo crime (vazamento e possível LSN).

– Querer responsabilizar o porteiro como o único responsável nessa nova investigação não é justo.

– Por ser uma pessoa humilde pode ter sido induzido a assinar o depoimento.

– Muitas autoridades tiveram acesso a um processo que corria em segredo de justiça.
*Presidente JAIR BOLSONARO*