Cientista sueco defende canibalismo contra aquecimento global

3
Saturno devorando um filho, de Francisco de Goya.

Por Renato Rabelo.

O mais novo método para salvar o mundo foi anunciado no dia 03 de setembro, na TV4, da Suécia [1]. Enquanto alguns já se alimentam exclusivamente de luz [2], ou de plantas, ou mesmo de insetos [3] para salvar o mundo (sem se importar se vão condenar a humanidade defendendo os “benefícios” de sua escolha), o cientista sueco Magnus Söderlund chegou a um novo patamar de bizarrice: ele defende o canibalismo para combater o aquecimento global.  

Falando sobre a “gastronomia do futuro”, o cientista defendeu para o progresso do nosso cotidiano um hábito que soa mais como um regresso para práticas desesperadas neanderthais [4] ou mesmo animais[5]. E ele não se importa em parecer advogar pelos interesses de zumbis quando parte para o ataque: “o principal obstáculo para esta proposta é o tabu sobre o consumo de restos humanos”. Ele continua dizendo que a maior parte das pessoas é “bem conservadora” quando o assunto é consumir comida que eles não estão acostumados, como carne humana[6]

Várias perguntas foram feitas na matéria para induzir o telespectador a pensar mais sobre o assunto. “Os humanos são egoístas demais para conseguir viver de forma sustentável? O canibalismo é a solução para a sustentabilidade alimentícia do futuro? A Geração Z tem respostas para os nossos desafios alimentares? Os consumidores podem ser levados a fazer a escolha certa?”. E Söderlund responde: “Eu fico meio hesitante. Mas eu tenho que confessar (…) [que] eu estaria aberto a pelo menos experimentar”[7]. Falando assim, tenho certeza que os vendedores de “coxinha humana” de Garanhuns[8] não estariam presos mas sim ricos, se dependessem dele. 

Söderlund, no entanto, não é o primeiro cientista a defender a tese. Dois psicólogos disseram no site Newsweek, em 20/08/2019, que o canibalismo é um preconceito que existe por falta de “adaptação ao desconhecido”[9]. Richard Dawkings, o famoso biólogo e defensor do ateísmo, publicou um tweet em 03/08/2018 sugerindo o canibalismo de carne humana criada em laboratório [10]. No Brasil, a tese de que o nojo sobre o canibalismo foi um mero preconceito para justificar o imperialismo europeu sobre os indígenas já começou a ganhar espaço[11]. É de cair o queixo mas é verdade. Eu coloquei várias referências e leituras adicionais nas fontes para o leitor checar. A mania de culpar a pecuária pelo suposto aquecimento global passou de todos os limites do tolerável. 

Já que o cientista sueco defende tacitamente que perguntar não machuca, eu também tenho algumas perguntas para quem estiver tão chocado quanto eu. Será que tem alguém muito interessado em minar a economia vinda da nossa pecuária? Será que tem alguém muito interessado em diminuir as capacidades musculares de nossa gente, limitando o nosso acesso à proteína? Seria o aquecimento global uma fachada para uma agenda que visa a nossa fraqueza? Seria o aquecimento global um consenso científico tão forte que justificasse até mesmo a violação de cadáveres? Será que os defensores do canibalismo entregariam os seus próprios membros em defesa da causa?

Por enquanto, não podemos responder a nenhuma destas questões. Mas que o país inteiro comece a parar de especular e comece a procurar os nomes dos reais interessados nesta loucura para nos ajudar a esclarecer este caso de uma maneira verdadeiramente científica. Num futuro não muito distante, poderemos ser obrigados a viver de mascar pessoas, insetos, ou mesmo de fazer a “dieta da luz” por força de lei, já que esta propaganda se encaixa perfeitamente na descrição da tática do uso de “poder suave”[12], por motivos que ainda desconhecemos. 

Infelizmente para nós, a Era da pseudociência e do ceticismo seletivo ainda está longe de acabar. “Dicentes enim se esse sapientes stulti facti sunt“…

Por Renato Rabelo


Fontes:

[1] Vídeo original da entrevista (em sueco): https://www.tv4.se/efter-fem/klipp/forskaren-unders%C3%B6ker-m%C3%B6jligheten-att-%C3%A4ta-m%C3%A4nniskok%C3%B6tt-finns-m%C3%A5nga-tabun-12496854.

[2] Matéria sobre pessoas que supostamente “vivem de luz”: https://www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/comportamento/viver-de-luz-como-e-sobreviver-apenas-de-oxigenio-e-luz-solar/.

[3] “Para combater aquecimento global, Brasil estuda incluir insetos na dieta do povo”: https://super.abril.com.br/blog/planeta/para-combater-aquecimento-global-brasil-estuda-incluir-insetos-na-dieta-do-povo/

 [4] Artigo sobre como Neanderthais praticavam canibalismo supostamente por causa do aquecimento global (em inglês):   https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0305440318304680?.

[5] Matéria sobre o canibalismo entre ursos polares supostamente causado pelo aquecimento global: https://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/flagrante-de-canibalismo-de-ursos-polares-alerta-sobre-aquecimento-3418035.

[6] Matéria com trechos de sua fala (em inglês): https://voiceofeurope.com/2019/09/eating-human-flesh-could-save-the-planet-swedish-university-professor-says/.  Outra matéria, ainda mais detalhada, pode ser encontrada aqui: https://www.standard.co.uk/news/world/scientist-suggests-eating-human-meat-to-tackle-climate-change-a4230561.html.  

[7] Perguntas da matéria sobre canibalismo (em inglês): https://www.washingtontimes.com/news/2019/sep/6/cannibalism-whacked-scientist-says-eating-humans-c/

[8] Matéria sobre os cozinheiros de salgados humanos: http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2012/04/em-pe-suspeitos-de-mortes-vendiam-salgados-de-carne-humana-diz-policia.html.

[9] Matéria da Newsweek dos psicólogos em defesa do canibalismo: https://www.newsweek.com/cannibalism-animal-kingdom-ultimate-taboo-humans-1455287.

[10] O biólogo Richard Dawkings defende o canibalismo (em inglês): https://twitter.com/RichardDawkins/status/969939225180364805?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E969939225180364805.  

[11] A estranha tese de “preconceito imperialista” do canibalismo no Brasil: https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/historia-canibalismo-antropologia.phtml.  

[12] Ver o livro “Poder Suave”, do Franthiesco Ballerini.

3
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
OliveiraPAULOAlmanakut Brasil Recent comment authors
  Subscribe  
Notify of
Almanakut Brasil
Visitante
Almanakut Brasil

Uma suequinha vai até sem tempero!

PAULO
Visitante
PAULO

A SUECIA SE TORNOU UM HOSPÍCIO DE ESQUERDISTAS, DROGADOS, LOUCOS E MUÇULMANOS!

Oliveira
Visitante
Oliveira

Carne de sueco não quero… muito branca e com gosto de vodka.