MEC: Brasil registra segunda melhor marca de impacto científico em 30 anos.

0
Anúncio:

O Brasil atingiu no primeiro semestre de 2019 o segundo melhor nível em 30 anos no indicador que mede o impacto da pesquisa científica. O país atingiu já em junho a marca de 0,89. Apesar do grande avanço – sobretudo porque os bons números se deram num momento em que contingenciamentos, necessários para equilibrar as contas públicas, foram feitos em diversas pastas do governo, entre elas o MEC – o Brasil tem muito a avançar, visto que a média mundial no indicador é 1.

Os números são da Web of Science, base de dados administrada pela organização Clarivate Analytics. Referência mundial, a plataforma possui uma série de informações sobre a relevância das pesquisas produzidas, como as citações e a qualidade dos estudos, e permite a comparação entre vários países.

Anúncio:

Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, o avanço se deu devido a estratégia de priorizar o que realmente tem impacto científico: “A expectativa é que o índice aumente, pois temos políticas voltadas para o que de fato tem impacto científico”. O MEC também propõe pautas como o Future-se, com maior autonomia financeira a universidades e institutos federais e premiações para pesquisas relevantes e boas ações de gestão nas instituições.