Deputado e Palhaço Tiririca defende “toma lá da cá” e critica Bolsonaro

0

O deputado federal Tiririca (PL-SP), eleito pelo terceiro mandato, criticou a forma de trabalho do Presidente Jair Bolsonaro em não negociar troca de favores como forma de obter apoio aos seus projetos junto aos deputados, senadores e partidos. Para o conhecido palhaço Tiririca, “Aprovar projeto não depende de mim, depende do toma lá dá cá, que não é negócio de dinheiro, é: tu apoia o meu projeto que eu apoio o teu, é assim que funciona aqui.

Em entrevista para Folha de São Paulo, o deputado e palhaço Tiririca lembrou que chegou ao parlamento por um acidente, onde a candidatura era mais motivada na divulgação de seu nome e em fechar mais shows de humor do que efetivamente na esperança de ser eleito e se tornar um parlamentar. “Eu vim nessa pegada. Quando vi, um milhão e trezentos e cinquenta mil votos. Eu disse, ‘epa, o que é isso?’ Parei, nããão, não posso brincar com uma pegada dessa.

Tiririca explica que após três meses de motivação em aprovar muitos projetos, viu que as coisas não funcionavam de maneira tão simples na Câmara e então teve que começar a jogar conforme as regras da casa.

O deputado Tiririca explica que a troca de favores consiste em “tu apoia o meu projeto que eu apoio o teu“.


Opinião: faltou a entrevista perguntar

Faltou a Folha de S. Paulo perguntar, na entrevista, como equalizar interesse popular e democracia quando esse formato apresentado como “toma lá da cá” exige a troca de favor por meio de apoio a projetos que não venham ao encontro das necessidades da população. Da mesma forma, como fica a consciência do legislador, diante das dívidas que os deputados contraem com seus colegas parlamentares, em apoiar seus projetos, sabendo que seu voto está de certa forma vendido, independente do que estiver no projeto do parlamentar.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of