Tribunal de Contas do Paraná paga R$ 45 mil por palestra de Leandro Karnal

13
Anúncio:

Um dos Tribunais de Contas do Estado (TCEs) que mais tem atuado em prol da Agenda 2030 das Nações Unidas, o TCE do Paraná, agora contrata palestra ao valor de R$ 45 mil, para beber da fonte de Leandro Karnal, o “filósofo” preferido da extrema esquerda caviar, o homem que considera “Lúcifer o primeiro empreendedor de todos os tempos“.

Como destaca o site Plural, a palestra de 1h30m de duração teve sua contratação por inexigibilidade de licitação. “Segundo acórdão do órgão publicado no Diário Oficial do TCE, atende a realização de “uma palestra para tratar de aspectos motivacionais e comportamentais, abarcando a ética, autoconhecimento e pensamento crítico“. (grifo nosso)

Anúncio:

Vimos em artigo recente, que o TCE-PR assim como muitos TCEs pelo Brasil e o TCU, tornaram-se braços estratégicos na expansão da Agenda 2030 no Brasil, onde funcionários públicos passam a trabalhar em prol do projeto de governança global da ONU, valendo-se do fato de que agentes públicos “morrem de medo da gente”. Podemos dizer que a postura do TCE-PR, colocando-se na vanguarda em várias ações para expandir a Agenda 2030, é de fato criativa e empreendedora.

O palestrante convidado a falar sobre aspectos éticos, comportamentais e motivacionais está de fato em consonância com essa agenda ultra progressista.

Há alguns meses, em entrevista para o Globo, Karnal destacava que a postura de Lúcifer em sua revolta significa “sair da caixinha” e que “Lúcifer é o sonho do RH”, aparentemente vendo-o como funcionário de destaque. Fazendo uso das palavras de John Milton, Karnal traz uma motivação no mínimo tenebrosa: “é melhor reinar no inferno do que ser escravo no céu”. Ora, será que ele acha que no céu existe escravidão? Para Karnal, “Todas as vanguardas, sem exceção, são assim” [como atitude de Lúcifer], com a “quebra de padrões e das estruturas”. Para ele isso é ser empreendedor e “o empreendedor clássico sempre se orgulha do ilícito”. Ora que bela mensagem a ser dada para nossos queridos funcionários públicos do TCE-PR, incumbidos de se dedicar na auditoria de contas públicas.

Fazendo o uso da liberdade de expressão (nunca é demais lembrar desse direito constitucional), digo que parece mesmo que o TCE-PR já está em certa medida bem alinhado com a visão de empreendedorismo de Leandro Karnal, afinal, a instituição que deveria controlar as contas públicas do Estado do Paraná, gastar 45 mil reais para uma palestra de 1h30 de um “filósofo” como Karnal, é uma grande “quebra de padrões e das estruturas”. Obviamente, não devemos generalizar a crítica a todos os membros da instituição. Na verdade, pelo que temos observado, todo o posicionamento do TCU e dos TCEs colocando a instituição na vanguarda da expansão da Agenda 2030, nesse estranho empreendedorismo de quebra de estruturas, é obra de elites em cargos estratégicos, por isso, não cabe generalizar críticas a todos os funcionários da instituição.

Mas o ilustre palestrante Karnal também não parece boa influência, uma vez que mostra admirar mais os que colocam um projeto a perder do que os que são leais ao seu Senhor e ao Bem, quando diz: “Compare a biografia de Lúcifer com a do arcanjo Gabriel, que faz o anúncio a Maria. De longe o demônio, o erro e o desvio são muito mais sedutores para nós.”

Talvez devido às críticas que precederam o evento, Leandro Karnal pode ter adotado uma postura menos subversiva do que valorar qualidades de Lúcifer em sua palestra. Segundo informou a agencia de notícias do TCE-PR sobre o evento ocorrido em 03 de junho, uma das mensagens de Leandro Karnal foi: “A honestidade é uma virtude instrumental para a eficácia”.  Até o momento, não foi encontrado vídeos sobre a palestra de Karnal no evento do TCE.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.

 
Artigo anteriorNetflix e o Conluio da Morte x Georgia
Próximo artigoO Espantalho do Chico
Avatar
Colunista do site Estudos Nacionais, aluno do Master Internacional em Bioética da Fundación Jérôme Lejeune, pesquisador independente na área de bioética, saúde pública, direitos humanos e geopolítica. Administrador com pós-graduação em administração e marketing (UFSC) e gestão de projetos (IESB). Organizador e coautor do livro "Precisamos falar sobre aborto: mitos e verdades" (2018).

13
Deixe um comentário

avatar
8000
11 Tópicos de comentários
2 Respostas em tópicos
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário mais polêmico
12 Autores dos comentários
UltraconO Carequinha de $aber, o “contador de história” da USP, o jornalista “bipolar” e o profeta que cantou para cima e caiu na cara | Almanakut BrasilAlmanakut BrasilMaria HelenaRoberto Ferreira de Araújo Filho Autores de comentários recentes
  Notifique-me  
Notificar de
Luíz Storni
Visitante
Luíz Storni

Olha,eu já li muitas matérias que distorcem por completo o real contexto daquilo que se propôs a falar,mas essa é,de longe,uma das mais distorcidas.

Ricardo
Visitante
Ricardo

Reportagem patética. O foco deveria ser o alto valor pago por uma palestra, independente de ideologia, mas a reportagem apenas se atém ao fato de Karnal citar Lúcifer em momentos passados, pré julgando o poderia ser dito tmb na palestra do TCU-PR. A reportagem desconsidera q o filósofo tem formação católica e é professor da PUC, além disso, o professor Karnal, fala por parábolas e ao citar Lúcifer sua intenção é provocar e aguçar seus ouvintes a refletirem sobre suas ações ou a falta delas. Não há uma defesa a Lúcifer e sim o reconhecimento do uso d estratégias e… Read more »

Eu
Visitante
Eu

Nós que estamos pagando esse stand up sel graça, temos direito de reclamar. Por mim um centavo já é muito para qualquer palestra paga com dinheiro de quem não está lá assistindo. Quer assistir pestra desse marmita de bandido? Pague você sozinho!

Ultracon
Visitante
Ultracon

Patético é quem defende esse sofista da pior estirpe. Ser formado na PUC não faz ninguém cristão, pelo contrário, o que mais tem lá dentro são “humanistas” querendo esvaziar a igreja de seu conteúdo teológico e moral. Karnal é um deles. O próprio fato de utilizar Lucifer como uma figura heróica e inovadora já prova que o sujeito é um ateu que tem ressentimento pela doutrina cristã, ou não criaria uma narrativa às avessas do que a religião prega, usando-a de escárnio. Falo isso com conhecimento de causa, todos os vídeos que vi desse sujeito ele debochava de alguma forma… Read more »

Vilson
Visitante
Vilson

Ética?????

Patric
Visitante
Patric

Eu pagaria do meu bolso e satisfeito pra ver uma palestra do Leandro Karnal, o resto é choro, mímimi de que falou em Lucifer, vai por mim, falar o nome de Lucifer não quer dizer nada, por que o que mais tem é gente falando em Deus e em nome dele.
E isso nunca foi um atestado de bondade ou carácter.

Fabio
Visitante
Fabio

Já apareceram dois servos do Karnalucifer para “bostar” aqui, Luis Storni e Ricardo.