Tribunal de Contas do Paraná paga R$ 45 mil por palestra de Leandro Karnal

13
Anúncio:

Um dos Tribunais de Contas do Estado (TCEs) que mais tem atuado em prol da Agenda 2030 das Nações Unidas, o TCE do Paraná, agora contrata palestra ao valor de R$ 45 mil, para beber da fonte de Leandro Karnal, o “filósofo” preferido da extrema esquerda caviar, o homem que considera “Lúcifer o primeiro empreendedor de todos os tempos“.

Como destaca o site Plural, a palestra de 1h30m de duração teve sua contratação por inexigibilidade de licitação. “Segundo acórdão do órgão publicado no Diário Oficial do TCE, atende a realização de “uma palestra para tratar de aspectos motivacionais e comportamentais, abarcando a ética, autoconhecimento e pensamento crítico“. (grifo nosso)

Anúncio:

Vimos em artigo recente, que o TCE-PR assim como muitos TCEs pelo Brasil e o TCU, tornaram-se braços estratégicos na expansão da Agenda 2030 no Brasil, onde funcionários públicos passam a trabalhar em prol do projeto de governança global da ONU, valendo-se do fato de que agentes públicos “morrem de medo da gente”. Podemos dizer que a postura do TCE-PR, colocando-se na vanguarda em várias ações para expandir a Agenda 2030, é de fato criativa e empreendedora.

O palestrante convidado a falar sobre aspectos éticos, comportamentais e motivacionais está de fato em consonância com essa agenda ultra progressista.

Há alguns meses, em entrevista para o Globo, Karnal destacava que a postura de Lúcifer em sua revolta significa “sair da caixinha” e que “Lúcifer é o sonho do RH”, aparentemente vendo-o como funcionário de destaque. Fazendo uso das palavras de John Milton, Karnal traz uma motivação no mínimo tenebrosa: “é melhor reinar no inferno do que ser escravo no céu”. Ora, será que ele acha que no céu existe escravidão? Para Karnal, “Todas as vanguardas, sem exceção, são assim” [como atitude de Lúcifer], com a “quebra de padrões e das estruturas”. Para ele isso é ser empreendedor e “o empreendedor clássico sempre se orgulha do ilícito”. Ora que bela mensagem a ser dada para nossos queridos funcionários públicos do TCE-PR, incumbidos de se dedicar na auditoria de contas públicas.

Fazendo o uso da liberdade de expressão (nunca é demais lembrar desse direito constitucional), digo que parece mesmo que o TCE-PR já está em certa medida bem alinhado com a visão de empreendedorismo de Leandro Karnal, afinal, a instituição que deveria controlar as contas públicas do Estado do Paraná, gastar 45 mil reais para uma palestra de 1h30 de um “filósofo” como Karnal, é uma grande “quebra de padrões e das estruturas”. Obviamente, não devemos generalizar a crítica a todos os membros da instituição. Na verdade, pelo que temos observado, todo o posicionamento do TCU e dos TCEs colocando a instituição na vanguarda da expansão da Agenda 2030, nesse estranho empreendedorismo de quebra de estruturas, é obra de elites em cargos estratégicos, por isso, não cabe generalizar críticas a todos os funcionários da instituição.

Mas o ilustre palestrante Karnal também não parece boa influência, uma vez que mostra admirar mais os que colocam um projeto a perder do que os que são leais ao seu Senhor e ao Bem, quando diz: “Compare a biografia de Lúcifer com a do arcanjo Gabriel, que faz o anúncio a Maria. De longe o demônio, o erro e o desvio são muito mais sedutores para nós.”

Talvez devido às críticas que precederam o evento, Leandro Karnal pode ter adotado uma postura menos subversiva do que valorar qualidades de Lúcifer em sua palestra. Segundo informou a agencia de notícias do TCE-PR sobre o evento ocorrido em 03 de junho, uma das mensagens de Leandro Karnal foi: “A honestidade é uma virtude instrumental para a eficácia”.  Até o momento, não foi encontrado vídeos sobre a palestra de Karnal no evento do TCE.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.