Teoria do medalhão: Débora Diniz invoca currículo Lattes (mas não Morde) contra Olavo de Carvalho

28
Um típico bacharel brasileiro
Anúncio:

Deu a louca em Débora Diniz. A líder abortista, cuja maior realização intelectual é a longa folha de serviços prestados às fundações Ford e Macarthur, desafiou o Prof. Olavo de Carvalho para um debate. Ou antes: fingiu desafiá-lo para destilar todo o seu bacharelismo enragé.

“Não localizei seu currículo Lattes”, recriminou Débora ao filósofo, no melhor estilo Teoria do Medalhão. “No currículo Lattes, está a prova do que ousamos pronunciar como ciência.” Para a ativista, um cadastro burocrático feito para fins de promoção na carreira acadêmica tem mais valor científico do que a contribuição intelectual efetivamente dada em livros, aulas, palestras, artigos etc. Nunca o culto ao diploma se patenteou de forma tão mesquinha.

Anúncio:

 

Doutora em Ciências da Lacração

Seja como for, basta pesquisar o currículo Lattes (mas não Morde) de Débora para verificar em que consiste sua obra científica. Suas elevadíssimas preocupações intelectuais podem ser resumidas na promoção diuturna do aborto, do feminismo,  dos “direitos humanos” e da ideologia de gênero. Na linguagem do PSOL, militância é ciência.

A abortista também sugere que Olavo realize uma pesquisa acadêmica em regra  – com protocolo, coleta de evidências, parecer de comissão de ética, peer-review e patrocínio da Capes  – se quiser comprovar sua afirmação de que as universidades são pontos de tráfico de drogas. É como exigir que alguém dê a volta ao mundo para comprovar que o céu é azul em toda parte.

A única resposta possível à cretinice de Débora Diniz se encontra nesta marchinha de 1954, de autoria do grande Nelson Gonçalves:

 

 

 

 

 

Inscreva-se em nossa Newsletter e receba novidades por e-mail.

 

28
Deixe um comentário

avatar
8000
15 Tópicos de comentários
13 Respostas em tópicos
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário mais polêmico
21 Autores dos comentários
deus ta te julgandoRômuloDavidAnalisaram o Currículo Lattes de Débora Diniz. Confira o resultado – Farol.NewsAnalisaram o Currículo Lattes de Débora Diniz. Confira o resultado - Estudos Nacionais Autores de comentários recentes
  Notifique-me  
Notificar de
Li
Visitante
Li

Acessei este texto para tentar entender o “outro lado” da história, mas me decepcionei. O autor apenas rebaixa de maneira infantil o conteúdo apresentado por Débora. Queria saber qual parte sobre Olavo a antropóloga estava errada. Não encontrei aqui e em lugar algum. Talvez ela esteja certa, e nos falte o debate, nos falte o estudo e a pesquisa antes de abrir a boca ou sair publicando qualquer “conteúdo” por aí.

Igor
Visitante
Igor

O pequeno e singelo artigo apenas se dispõe a expor de forma clara o bacharelismo caipira desta senhora — nada mais. Bacharelismo esse que já tinha sido denunciado há muito tempo pelo ilustríssimo Lima Barreto (que Deus o tenha).

Jonathan
Visitante
Jonathan

Brilhante simplesmente brilhante Kkkkkkkkkk.

Gabriel
Visitante
Gabriel

“O conteúdo apresentado por Débora” – Que conteúdo?! Só o que há é um texto escrito em tom vulgar,condescendente e,aqui sim,infantil,por uma pesquisadora do stablishment acadêmico,que confunde os meios de promoção da carreira acadêmica,seus cadastros burocráticos,títulos e honrarias com o consenso cientifico em si e a razão mesma – consenso este que não existe.Ademais,chama a atenção o tom de superioridade fingida com que ela,afetando desprezo, contesta meras postagens de facebook do professor (feitas em tom cômico-hiperbólico),ao mesmo tempo em que ignora solenemente todas as teses filosóficas e grandes contribuições à filosofia feitas por Olavo – estas difíceis de se refutar.Por… Read more »

Jetônio
Visitante
Jetônio

Gabriel, quais são as principais teses filosóficas e contribuições à filosofia feitas pelo Olavo?

Thiago
Visitante
Thiago

Cala a boca e vai embora. Não perde seu tempo aqui não. É só pra quem sabe ler.

Jonathan
Visitante
Jonathan

Você deveria começar lendo Aristóteles em Nova Perspectiva. Introdução à Teoria dos Quatro Discursos.
Bom mais talvez ler seja demais para você certo Jetônio.

Gabriel
Visitante
Gabriel

@Jetônio – A teoria do “conhecimento por presença”,Teoria dos 4 discursos,Camadas da personalidade,dentre outras.Busque saber e será fácil encontrar.

Alexandre
Visitante
Alexandre

Obrigado por comprovar para nós que os cursos de humanas das universidades brasileiras, salvo raríssimas exceções, não passam de usinas de desperdício de dinheiro, inclusive e principalmente público arrancados pela força da lei das mesas do povo brasileiro. Qual parte estava errada? Não há necessidade de comprovar a qualidade e grandiosidade do trabalho do maior filósofo brasileiro vivo, uma das maiores inteligências do mundo. Quanto às nossas universidades, basta consultar os rankings e constatar sem dificuldade que as nossas “melhores” ocupam posições ridículas em comparação com as de outros países, mesmo com verbas altíssimas.

deus ta te julgando
Visitante
deus ta te julgando

olavo não é formado em filosofia cara

FELIPE
Visitante
FELIPE

Veja o artigo “A lógica do aborto”, do ano 2010, de Olavo de Carvalho. É irrespondível.

Igor
Visitante
Igor

Corrijam o texto: o certo seria “bacharelismo enragé”, visto que bacharelismo é um substantivo masculino. “Enragée” é a variação para substantivos femininos.

lukas peltz
Visitante
lukas peltz

”Doutora em Ciências da Lacração e PhD em Culto a Moloch” – hahahahaha, boa!

Moloch, deus moabita (cananeu), seu ritual de adoração incluía a matança maciça de bebês. Na torá, fala-se de ”fazer o filho ou filha passar pelo fogo”, provavelmente referindo-se a esse tipo de prática.

O abortismo é o genocídio silencioso de nosso tempo – um verdadeiro holocausto a Moloch.

Lourenço
Visitante
Lourenço

Bom demais

wd
Visitante
wd

vai comer um prato de comida primeiro